R$ 6 bilhões para a Cafeicultura: Governo Federal anuncia maior oferta de recursos da história do café

R$ 6 bilhões para a Cafeicultura: Governo Federal anuncia maior oferta de recursos da história do café

Um montante de R$ 5,803 bilhões está à disposição da cadeia produtiva do café que, entre os resultados, vai abranger 13 milhões de sacas de café de 60 quilos.

Segundo o ministro Antônio Andrade, as políticas anunciadas vão fomentar a cafeicultura nacional e atender aos pleitos do setor como um todo. “É o maior volume de recursos já ofertado a esta cadeia do agronegócio.

Essas novas ações efetivas de apoio mostram o comprometimento do Governo Federal com um dos principais produtos do agronegócio deste país”, destacou.

Além dos recursos de R$ 3,16 bilhões previstos pelas linhas de financiamento do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), o Banco do Brasil disponibilizará mais R$ 1 bilhão para a estocagem e para aquisição de café.

O Banco do Brasil também tem linhas de capital de giro, como o BB Crédito Agroindustrial com prazo de financiamento de até 36 meses. Esta linha de financiamento atende a proposta da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) no sentido de aumentar a participação do café arábica nos blends dos cafés brasileiros. A entidade solicitou recursos para 2 milhões de sacas de café arábica, que ao preço mínimo de R$ 307/saca, totaliza crédito de R$ 614 milhões, destinados principalmente para as empresas da cadeia do café e as cooperativas.

Nessa quarta-feira, dia 7 de agosto, a presidente Dilma Rousseff anunciou, em Varginha, o lançamento do leilão de Contratos de Opção de Vendas de café já neste mês de agosto, com exercício de opção para março de 2014, com aporte de recursos de R$ 1,050 bilhão. A decisão executada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) atende a 3 milhões de sacas ao preço de R$ 343/saca.

Juros

Os juros praticados pelo Funcafé são de 6,5% para as cooperativas e de 5,5% para as demais linhas. Já os juros do Banco do Brasil para estocagem e aquisição são de 5,5%. O BB crédito Agroindustrial, com recursos livres, tem juros conforme a análise do risco da operação.

Revista Cafeicultura

Sobre o autor

Sem comentarios

Deixe uma resposta

Você é logar to post a comment.